fbpx

Qual o papel do gestor de TI nas empresas?

gestor de TI

18 de novembro de 2021

Toda área ou departamento, tendo impacto direto ou não nas entregas e resultados do negócio, precisam de direcionamento claro sobre suas tarefas e estratégias. Essa é uma prática primordial para que qualquer trabalho seja executado da melhor maneira possível.

Com a transformação digital mudando a realidade das organizações diariamente, a administração inteligente das tecnologias também se tornou estritamente necessária. Por isso, o papel do gestor de TI nas empresas passou a ser considerado de grande importância para liderar ações de inovação, otimização de processos e muito mais.

Considerando este cenário, acompanhe neste artigo mais informações sobre as funções e competências das gerências de TI. Confira!

O que faz um gestor de TI?

setor de TI

O gestor de TI tem como sua principal responsabilidade administrar os trabalhos, projetos e equipes que compõem o departamento, a fim de manter a operação em pleno funcionamento e realizar entregas que atendam as expectativas da empresa.

Resumidamente, o gestor deste setor lida com o funcionamento de toda a infraestrutura de TI, incluindo todos os recursos técnicos, financeiros, humanos e de tempo. Este profissional tem o objetivo de garantir a eficiência dos processos e das soluções tecnológicas usadas pela organização e seus colaboradores. Além disso, ele desempenha papel importante em frentes que podem envolver:

  • todo planejamento e administração da equipe e das tarefas do setor;
  • a garantia da eficácia dos serviços e demandas de segurança;
  • o monitoramento sobre o funcionamento de sistemas operacionais e qualquer recurso tecnológico utilizado pela empresa;
  • avaliar, gerenciar e contratar serviços parceiros / terceirizados;
  • analisar, administrar e controlar os custos do setor;
  • realizar a adaptação de processos, visões de entrega, estratégias e muito mais.

O gestor de TI também cumpre a atribuição de ser a elo da área com todos os públicos. Por isso, esse cargo deve ser ocupado por alguém que tenha visão estratégica e integrada, além de possuir conhecimento das tendências e desafios da área e do mercado. Além de tudo, o perfil de liderança é característica essencial para motivar pessoas. Uma área com tanto espaço para desenvolvimento pode formar líderes, técnicos e profissionais especialistas em tudo o que fazem.

Qual a importância do gestor de TI nas empresas?

A revolução tecnológica mudou completamente a maneira de encarar os negócios, pois deu espaço para novos mercados e expandiu as possibilidades de soluções que as companhias poderiam entregar. Junto a isso, ela melhorou toda a estrutura de comunicação e processo de tomada de decisão das empresas, além de colaborar para o aumento da competitividade com os ganhos de produtividade, escala e qualidade nas entregas.

Todos esses aspectos precisam ser devidamente organizados para que cumpram seu papel de forma alinhada aos objetivos da organização. É por este motivo que a gestão de TI cumpre o importante papel de manter todo o fluxo tático, estratégico e operacional do setor de Tecnologia da Informação.

Dentre algumas das mais significativas frentes de responsabilidade do gestor de TI estão:

1. Colaboração para redução de custos

A função de automatização e aceleração dos processos já representa parte significativa da redução de custos e economia que a empresa pode ter. Além disso, o acesso às informações e dados de diversas áreas da companhia também podem ser base de análise para entender como estão a alocação dos recursos. Desse modo, o gestor de TI tem o papel de otimizar as estruturas e distribuições sem perder a qualidade.

2. Garantia da segurança de dados

O assunto segurança de dados é tema regido por lei atualmente. Com a atualização da LGPD, empresas e lideranças precisam certificar-se de que estão cumprindo todas as normas estabelecidas. As informações das próprias organizações são conhecimentos de extremo sigilo, e é por isso que o setor de TI usa diferentes formas para assegurar que esses itens não sejam acessados sem autorização, utilizando as criptografias, senhas, sistemas de cloud computing e outros.

3. Comunicação interna fluída

A comunicação foi uma das práticas mais positivamente impactadas pelo uso das tecnologias. Informação se tornou patrimônio sigiloso e recurso de decisão estratégica para as empresas. As trocas permitiram que os modelos de negócio e as rotinas corporativas evoluíssem em qualidade e escala. Por essas e outras razões, o papel do gestor de TI de manter todas as ferramentas e fluxos em constante funcionamento é imprescindível e essencial.

4. Melhoria da satisfação dos públicos

Nessa mesma linha não podemos deixar de citar as melhorias dos meios e atividades de atendimento ao cliente. O líder de TI consegue usar os recursos digitais para direcionar o apoio ou abordagem conforme o interesse de cada público — como venda de produtos, suporte, cancelamento, entre outros.

Como investir no desenvolvimento da gestão de TI?

O investimento na gestão de TI é primordial para direcionar a metodologia de trabalho da área e de todos os departamentos da empresa. Os profissionais de Tecnologia da Informação ocupam posições cada vez mais essenciais para áreas como Recursos Humanos, Vendas, Marketing, Financeiros e demais frentes — essa lógica se fez ainda mais evidente no cenário da Covid -19 e do modelo Home Office de trabalho.

Fornecer o suporte necessário para a demanda do dia a dia destas áreas faz parte da gestão de toda infraestrutura e do papel do gestor de TI na empresa. Algumas dicas que você pode seguir investir na área é impulsionar a capacitação da equipe, trabalhar com a gestão da inovação dentro do setor de tecnologia, evoluir as soluções internas e externas de acordo com as necessidades dos seus públicos e até mesmo acelerar o processo de gestão por meio da terceirização de TI, para assim conseguir focar ainda mais no core business da empresa.

A tecnologia é um grande facilitador em todos os departamentos e segmentos da economia global. A dependência crescente destes recursos exige profissionais com características cada vez mais familiarizadas e especializadas nessa área. Por isso, investir em soluções ou empresas parceiras que dispõe de expertise para isso é sinônimo de eficiência.

Publicações relacionadas