fbpx

Como um ataque Ransomware pode afetar o seu negócio?

ransomware

28 de julho de 2022

A nova era digital trouxe diversas inovações tecnológicas que foram evoluindo com o passar do tempo. Assim como as ferramentas se tornaram mais inteligentes, os crimes cibernéticos também ganharam um novo patamar de desenvolvimento, e dentre eles se encontram os chamados ataques ransomware.

Apesar de ser um termo conhecido nos dias de hoje, poucas equipes de TI e empresas sabem lidar com esse tipo de invasão virtual quando são afetados. Um relatório global divulgado pela empresa de segurança Veeam, relatou que mais de 75% organizações vítimas dessa modalidade de crime digital aceitam pagar resgates para recuperar o acesso aos dados. Mas, mesmo efetuando o pagamento, cerca de 24% das empresas não conseguem recuperar todas as informações perdidas.

Por isso, se você deseja entender mais sobre o assunto para saber como evitar ou até mesmo lidar com esses eventos inesperados, preparamos um conteúdo repleto de informações importantes e ações essenciais para combater qualquer tipo de ransomware. Confira!

O que é ransomware?

Ransomware é uma forma de malware (software feito para causar danos a um computador, servidor, cliente ou a uma rede de computadores) que criptografa os arquivos da vítima. O invasor exige um valor como forma de resgate para restaurar o acesso aos dados mediante pagamento.

Embora os detalhes de implementação variem de um ransomware para outro, todos compartilham etapas de funcionamento essenciais para o ataque ocorrer, sendo: 

1. Infecção e distribuição

O ransomware pode obter acesso aos sistemas de uma organização de várias maneiras. No entanto, os operadores de ransomware tendem a preferir alguns vetores de infecção específicos como e-mails e spam.

2. Criptografia dos dados

A funcionalidade de criptografia é incorporada a um sistema operacional, isso envolve simplesmente acessar os arquivos, criptografá-los com uma chave controlada pelo invasor e substituir os originais pelas versões criptografadas.

3. Resgate

Depois que a criptografia do arquivo estiver concluída, o responsável pelo ransomware estará preparado para fazer uma demanda de resgate.

Entenda como você pode ser tornar um alvo para as ameaças cibernéticas

Há uma série de fatores que podem fazer de você o alvo de um ataque de ransomware, como:

  • o dispositivo utilizado não é o mais avançado;
  • o software se encontra desatualizado;
  • os navegadores e/ou sistemas operacionais não recebem atualizações;
  • não foi realizado um plano de backup adequado;
  • não foi dada atenção suficiente à cibersegurança.

Em geral, qualquer pessoa pode se tornar alvo de ataques de ransomware. Considerando a frequência que essas violações de dados ocorrem, fica claro que as ameaças se concentraram em organizações que trabalham com arquivos pessoais e dados confidenciais.

Além disso, esse perigo tende a atingir setores industriais e empresas com meios tecnológicos para desenvolver as atividades do trabalho do dia a dia (computador, notebook e outros equipamentos), porque sabem que as interrupções em seus processos de TI representam problemas para a cadeia da empresa como um todo.

Como o ransomware pode afetar um negócio?

Os ataques de ransomware podem ter consequências extremamente negativas para as empresas, resultando na perda de dados essenciais e inatividade operacional. Se o ransomware conseguir efetivar o ataque e criptografar arquivos críticos para o negócio, sua empresa poderá ter que se desligar por dias ou semanas enquanto a recuperação de dados e negociação começam a ser feitas.

Outro risco que as empresas correm em situações como essa são problemas com a reputação da marca. Os dados e informações confidenciais de clientes do negócio pode ser noticiado e veiculado como resultado da invasão, dificultando não apenas a fidelização de clientes, mas também desencorajando outras pessoas a fazer negócios ou parcerias com sua organização no futuro. Além disso, existem leis que exigem grande atenção ao lidar com dados pessoais de outros usuários, com oa própria LGPD. Por isso, multas e processos judiciais podem ser desencadeados após a exposição.

4 ações que você deve adotar para combater e evitar um ataque ransomware

Muitas dúvidas surgem quando se trata da forma como as organizações podem impedir essas ameaças de ransomware. A resposta é simples, mas exige alto empenho das equipes, especialmente dos setores da Tecnologia da Informação, já que a preparação adequada pode diminuir drasticamente o custo e o impacto de um ataque.

Para isso, listamos algumas práticas recomendadas de proteção contra ransomware. A adoção delas como estratégia organizacional pode reduzir a exposição de uma organização aos crimes cibernéticos e minimizar seus impactos.

1. Informe e treine seus funcionários

O ransomware geralmente é espalhado usando e-mails de phishing (enganação a partir de ameaças virtuais com mensagens que parecem inofensivas) e muitas pessoas não sabem reconhecer. Por esse motivo, é essencial treinar os usuários sobre como identificar e evitar possíveis violações.

Como muitos dos ataques cibernéticos atuais começam com um e-mail direcionado apenas uma mensagem de engenharia social que incentiva o usuário a clicar em um link malicioso, a educação do usuário é considerada uma das defesas mais importantes com a qual uma organização pode contar.

2. Faça backup dos dados regularmente

Contar com backups de dados automatizados e protegidos permite que uma organização se recupere de um ataque com um mínimo de perda de dados e sem pagar resgate.

Ter backups regulares é uma prática importante não apenas para lidar com ameaças de ransomware, mas também para rápida recuperação até mesmo em caso de incidentes ou mau funcionamento do sistema.

3. Invista em cibersegurança e mantenha os softwares atualizados

É fundamental se certificar de que todos os computadores e dispositivos da organização estejam protegidos com um software de segurança eficiente e abrangente, mantendo-os sempre em dia com a manutenção dos sistemas.

O Patching, por exemplo, é um componente crítico na defesa contra-ataques de ransomware, pois os cibercriminosos geralmente procuram as explorações descobertas mais recentes e, em seguida, visam sistemas que ainda não foram corrigidos e atualizados.

4. Autenticação do usuário

Acessar serviços com credenciais de usuário roubadas é uma técnica muito utilizada pelos invasores de ransomware. A autenticação forte do usuário permite maior proteção e dificulta o uso de uma senha adivinhada ou roubada por um invasor

A melhor maneira de proteger a sua empresa é exercer a proatividade e ter um plano e ação em caso de ataque. Ao dedicar um tempo para entender os riscos e se preparar, é possível impedir diversas ameaças virtuais e reduzir os problemas que isso pode gerar para a organização.

Publicações relacionadas