fbpx

GSTI: o que é e como aplicar o Gerenciamento de Serviços de TI?

gtsi

14 de junho de 2022

Diariamente, a tecnologia transforma a rotina de trabalho das organizações, se tornando um setor cada vez mais essencial para o funcionamento dos produtos, serviços e processos de uma empresa. Ao invés de colaborar apenas para a execução, a TI a passou a ser fundamental para a estratégia do negócio, impactando diretamente nos resultados de investimento obtidos.

Contar com um setor de TI que atenda a companhia e seus clientes de maneira ideal, de acordo com suas necessidades e metas, é um desafio que exige uma estrutura otimizada e administração adequada dos processos. Nesse cenário, o Gerenciamento de Serviços de TI (GSTI) é implementado para garantir a melhor qualidade das entregas feitas pelos profissionais de tecnologia.

No entanto, o GSTI é uma prática que engloba todos os setores de uma empresa, pois identifica melhorias e oportunidades que o departamento de TI pode oferecer em todas as áreas, ajuda no aumento dos níveis de produtividade das equipes e colabora para redução de custos.

Esse tipo de gestão reflete diversos benefícios a médio e longo prazo, além de ajudar a tornar o negócio ainda mais competitivo no mercado. Por essa razão, trouxemos um conteúdo com tudo o que você precisa entender sobre Gerenciamento de Serviços de TI, sua aplicação, vantagens, metodologias de uso e muito mais. Confira!

O que é GSTI?

O Gerenciamento de Serviços de TI, também chamado de GSTI é um conjunto de processos envolvendo os recursos de Tecnologia da Informação. Em algumas situações, você também pode encontrar a menção ao serviço como ITSM, do inglês IT Service Management, e compreende ao planejamento, execução e monitoramento dos trabalhos da área.

O principal objetivo dessa abordagem é garantir a melhor eficiência de processos, pessoas e tecnologias por meio da sua gestão estratégica, assegurando qualidade no apoio aos outros setores e, consequentemente, nas entregas ao cliente final. Desse modo, ao entender às necessidades do negócio e de todos os públicos envolvidos, o GSTI busca maneiras de gerar valor e auxiliar na produtividade da empresa através de entregas assertivas e processo mais otimizados.

Como observamos, no Gerenciamento de Serviços de TI o desenvolvimento dos serviços de tecnologia é orientando sempre pelas necessidades e objetivos do negócio e, em diversos contextos, esse método de gestão estará atrelado a diversos outros conceitos, como melhoria contínua, conhecimento da pessoa usuária e cliente do serviço, atividades relacionadas, etc.

O GSTI busca assume inúmeras responsabilidades no processo e resolve questões como:

  • mapeamento e avaliação dos recursos tecnológicos disponíveis;
  • gerenciamento e melhoria das integrações entre setores;
  • monitoramento de falhas, correções e adaptações dos recursos e soluções da empresa;
  • aplicação de mudanças e apresentação de soluções frente aos obstáculos e muito mais.

Ao trabalhar com o Gerenciamento de Serviços de TI essas e outras atribuições devem estar sempre alinhadas a uma visão única: redução de custos e aumento de produtividade.

Vantagens do Gerenciamento de Serviços de TI

As vantagens que o GSTI oferece podem variar conforme a necessidade de cada empresa, mas geralmente elas estão relacionadas a benefícios em comum, como o controle de custos de TI, organização de uma estrutura de serviços e profissionais especializada e otimizada, aumento de competitividade e eficiência, redução de riscos, garantia de qualidade dos produtos e serviços, melhoria contínua e outros.

De modo geral, se o seu negócio não possui familiaridade com esse tipo de implementação, a recomendação é investir em ferramentas ou parceiros especialistas que ajudem na facilitação do uso do GSTI e entendam como ele pode colaborar na rotina dos profissionais e pessoas usuárias das tecnologias que a empresa oferece.

Como aplicar o Gerenciamento de Serviços de TI?

O GSTI pode seguir diversos modelos de implementação utilizando frameworks. Um framework de TI estabelece boas práticas sobre a administração das tecnologias. Ele direciona melhor o trabalho da área, estabelecendo padrões e orientações que ajudam no melhor gerenciamento de projetos, processos e demais demandas da área.

Sabemos que um dos principais objetivos do Gerenciamento de Serviços de TI é estar alinhado as estratégias e necessidades da empresa, e a escolha do modelo de implementação de GSTI ideal também dependerá dos objetivos que precisam ser alcançados pelo negócio e dos meios que gerarão mais valor para os setores da empresa.

Classificações do Gerenciamento de Serviços de TI

As diferentes abordagens do Gerenciamento de Serviços de TI podem servir para categorizar todas as etapas de concepção de um projeto, desde a idealização e planejamento até execução e conclusão.

A seguir, entenda quais são as metodologias disponíveis que podem ajudar você na aplicação eficiente do Gerenciamento de Serviços de TI:

1. PMBOK

O PMBOK é o Project Management Book of Knowledge e uma metodologia bastante aplicada aos serviços de TI. Esse framework fornece as diretrizes necessárias para todo processo de gestão de um projeto.

2. ITIL

Já o ITIL, Information Techonology Infrastructure Library, é um dos métodos de gestão mais populares no setor de tecnologia. Basicamente, ele refere-se a um conjunto das melhores práticas e orientações organizadas em coletâneas sobre as fases de planejamento, desenvolvimento, execução e monitoramentos dos serviços de TI.

3. MOF

O MOF foi criado pela Microsoft (Microsoft Operations Framework) e é definido por uma documentação incorpora todos os direcionamentos de otimização dos serviços de TI, operações, entregas, gestão e muito mais. Esse modelo proporciona melhorias essenciais na rotina do setor, e o melhor de tudo é ele pode ser utilizado em qualquer empresa sem custos adicionais.

4. COBIT

O principal objetivo do COBIT, sigla para Control Objectives for Information and related Technology, é assegurar a governança de TI e a garantia de entregas de qualidade. Assim como os outros métodos, esse framework agrupa diversas práticas de gestão e implementação dos serviços de Tecnologia da Informação. Além disso, ele é dividido em diferentes conceitos e direcionais que visam otimizar os recursos conforme as necessidades da organização.

5. CMMI

Por fim, o CMMI ou Capability Maturity Model Integration é considerada uma ferramenta mais genérica, que ajuda na evolução de aplicativos e softwares. O sistema é composto por alguns estágios que auxiliam na melhoria dos produtos e processos da área de TI

E você, já conhecia alguma dessas metodologias? Se não sabe por onde começar ou qual desses modelos é o melhor para a aplicação de uma estrutura de Gerenciamento de Serviços de TI na sua empresa, existem empresas especialistas nesse tipo de diagnóstico e implementação, como a FindUP. O GSTI garante excelência nos resultados do seu negócio e proporciona os direcionamentos ideais para aproveitar as oportunidades, traçar as melhores estratégias e prever riscos.

Publicações relacionadas