fbpx

BIA em TI: o que é e qual sua importância?

bia em ti

TI

5 de abril de 2022

Grande parte dos planejamentos de negócio idealizam suas execuções no melhor cenário possível, focando nas metas e objetivos concebidos. Na prática, o cenário de qualquer organização é cercado e imprevistos que estão fora do seu controle e, por isso, a etapa de análises de riscos e oportunidades são igualmente fundamentais para reduzir riscos.

Com a crise global pela qual passamos, devido à pandemia do coronavírus, empresas pelo mundo todo se viram em situações de extrema dificuldade. Em contextos como este, totalmente emergencial e inesperado, a cultura de planejamento e prevenção se fez totalmente necessária. Mesmo que indesejada, essa é melhor estratégia para que o seu negócio esteja preparado nas piores situações, e para isso, existem algumas formas boas práticas que podem ajudar, como modelo de análise BIA.

Existem diversos modelos e ferramentas básicas para auxiliar na avaliação e prognóstico de cenário. O BIA, por exemplo, pode ser aplicado ao nível de negócio ou departamental, como na própria área de Tecnologia de Informação. Neste artigo, saiba o que é e qual a importância desse tipo de análise para sua empresa.

O que é BIA?

Uma Análise de Impacto no Negócio, também conhecida como BIA (Business Impact Analysis), é um processo usado para avaliar e mapear as atividades e recursos da empresa, geralmente norteados por um planejamento estratégico previamente estabelecido, visando entender os impactos causados em cenários de risco. O objetivo dessa metodologia é estudar os possíveis cenários de inatividade da companhia para estabelecer critérios de recuperação.

bia em tecnologia

Uma situação de risco pode se concretizar de várias formas, a partir de decisões tomadas pela organização ou das consequências de acontecimentos externos. Como falamos, a Covid-19 é o exemplo mais recente de um cenário emergencial que as empresas precisaram enfrentar. A função da BIA é antecipar a possibilidade de acontecimentos como esse — e muitos outros — para definir a melhor forma de reação do negócio e diminuir ou até eliminar prejuízos.

Esse modelo identifica os fatores prioritários para a empresa e, desse modo, é possível agir com cautela e segurança a partir dos itens de maior importância. O Business Impact Analysis consegue tornar os processos de ação de decisão mais seguros frente aos cenários de incertezas e, resumidamente, seu uso evita que a organização corra riscos desnecessários.

Apesar de não ser um processo prioritário na maioria dos planejamentos estratégicos é indicado que as hipóteses de situações emergenciais sejam consideradas anualmente, ao nível de companhia de seus departamentos. Essa recorrência diminuirá as chances de problemas futuros e custos desnecessários caso as ameadas se apresentem.

Relação entre BIA e TI

Afinal, qual a relação entre BIA e TI? A análise considera processos do core business e de todas as áreas de uma empresa, tudo dependerá do modelo de priorização de cada negócio. A ativação de um plano de recuperação pode se aplicar a departamentos específicos, por exemplo. Contudo, independente do porte da empresa, ter um plano de impacto é de extrema importância, pois ele direcionará os esforços e investimentos para a retomada do negócio.

A BIA aplicada em TI pode avaliar falhas nos processos e serviços da área. Com isso, a gestão de TI consegue agir para alcançar melhorar os resultados de entregas e viabilizar uma estimativa dos impactos temporais, qualitativos e financeiros que a inatividade do departamento e de seus serviços podem causar. No entanto, o suporte do setor de TI no uso da Análise de Impacto vai além de qualquer simples aplicação. Uma matriz de impacto gerada pela ferramenta, além de identificar os pontos de vulnerabilidade, ajuda dimensionar a quantidade e os recursos necessários para tratar a situação.

Análise de Impacto no Negócio considerando aspectos de TI

A BIA pode considerar uma série de áreas, produtos e serviços que precisam ser protegidos em momentos de crise. No momento da escolha dos critérios de análise, é preciso considerar variáveis de tempo, recursos e pessoas envolvidas, tudo isso atrelado aos impactos financeiros e não financeiros.

Esse tipo de avaliação e sua dimensão terá modificações conforme as necessidades de cada organização. Além de tudo, no processo de construção da Análise de Impacto no Negócio é imprescindível que os membros e áreas estratégicas estejam diretamente envolvidos. É comum que em momentos de crise as pessoas colaboradoras e seus gestores não saibam como agir ou o que priorizar para garantir a continuidade de suas operações, justamente por não ter conhecimento desse tipo de documentação.

O setor de TI pode estar envolvido de muitas formas na elaboração da BIA e na execução dos pontos estabelecidos a partir dela. Por isso, separamos algumas considerações fundamentais para serem considerados nesse processo:

1. Mapeie os processos fundamentais da sua empresa

Para priorizar as operações que precisam de maior proteção em momentos de crise, identifique os processos vitais da sua organização. Analise a importância e faça a classificação por níveis de importância. Esse passo é essencial para direcionar as ações de recuperação e saber por onde começar.

2. Compartilhe informação e invista e treinamentos

Para que um plano de ação seja executado é preciso que as pessoas saibam de sua existência e como ele funciona, por isso, envolva sua equipe na idealização de análises e hipóteses de cenário de risco. Além disso, capacitar as lideranças e envolvidos para saber como agir e situações críticas garante que a ações certas sejam consideradas para retomada das operações prioritárias.

3. Tecnologia é recurso essencial

Tecnologia se tornou recurso base para qualquer tarefa atual. O suporte de TI nos cenários e ações traçados a partir da BIA é o grande diferencial para economia de tempo, recursos e, consequentemente, dinheiro. Conte com parceiros especialistas e profissionais de TI para estabelecer sistemas e ferramentas que darão celeridade aos processos da organização em qualquer crise.

Publicações relacionadas