fbpx

Body Shop e SQUAD: qual é a diferença?

squad de ti

29 de março de 2022

A todo tempo nos deparamos com novas soluções e conceitos empregados ao setor de Tecnologia da Informação. Em situações como essa, da constante evolução de um dos principais mercados econômicos, as empresas precisam estar fortemente preparadas, com equipes e profissionais profundamente qualificados.

No entanto, estruturar um setor tecnologia e manter colaboradores altamente qualificado no segmento é sinônimo de alto investimento, o que grande parte dos negócios de médio e pequeno porte não estão dispostos a custear — dependendo do contexto em discussão, é claro.

Nessas circunstâncias, o serviço de TI terceirizado é uma oportunidade acessível para as empresas que não querem ficar para trás e ainda assim desejam poupar receita. Atualmente, é comum que as companhias utilizem o suporte de TI remoto, por exemplo — ainda mais com o cenário de alta do home office.

O field service de TI é outra solução bastante requisitada, pois a situação em que uma empresa parceira faz gestão do serviço de campo de todas as filais ou unidades de contratante em uma única plataforma, com técnicos especialistas disponíveis e espalhados por todos o país, sendo acompanhados em todos os chamados e em tempo real, se tornou um grande atrativo de investimento.

Mas hoje, trouxemos informações e definições sobre dois conceitos que causam na hora de escolher a solução ideal para o momento da sua empresa, o body shop e o SQUAD. Adinal, qual a diferença entre essas duas práticas. Continue a leitura e descubra!

Qual é a diferença entre body shop e SQUAD?

O body shop de TI é um tipo de serviço terceirizado. Ele consiste na designação de um profissional externo para demandas muito específicas e pontuais. Na maioria das vezes, a pessoa alocada possui um alto nível de especialização sobre o contexto do trabalho em questão. Essa solução é considerada vantajosa por ser um dos métodos de contratação de menor custo.

body shop de ti ou squad

Diferente do body shop, a SQUAD não é um modelo de contratação, mas sim uma metodologia de trabalho. Ela traz o conceito de metodologia ágil visando criar uma esteira de processos mais fluída entre as pessoas de uma equipe ou entre as áreas de uma empresa. Uma das características do trabalho em SQUAD é que os times sejam totalmente independentes, ou seja, as pessoas envolvidas no projeto podem agir com liberar, sem bloqueios burocráticos ou entraves do dia a dia.

É comum que gestores e lideranças de TI que estejam lidando com o crescimento de um negócio e buscando por alternativas de mão de obra e inteligência tecnológica qualificada se deparem ou confundam conceitos como estes. Contudo, saiba que body shop e SQUAD são práticas totalmente diferentes. Enquanto o primeiro é definido como um trabalho terceirizado, o outro é uma metodologia específica de trabalho ágil.

Funcionamento e vantagens do SQUAD

Os times que trabalham como SQUADS têm seus processos totalmente otimizados com base nas regras do modelo. Esses direcionamentos configuram o modo como o projeto é guiado, pois, o principal objetivo é promover um entregar final rápida, fluída e de qualidade.

Geralmente, a SQUAD é composta por pessoas com diferentes frentes, pois a interdisciplinaridade também pode ser uma das características desse modelo dependendo do contexto do negócio, do projeto e de diversos outros cenários. A gestão centralizadora desse processo é o product manager (PM), ele será a pessoa responsável pela organização e andamento do projeto.

A SQUAD é uma formação vantajosa para projetos mais complexos, pois as entregas são feitas com mais agilidade e as pessoas envolvidas passam por uma curva de aprendizagem acelerada ao lidar com diferentes times, projetos e formas de trabalho. A maior colaboração entre os integrantes também é um benefício evidente, já que um cenário de rapidez gera mais tempo para ajuda e auxílio.

Normalmente, os profissionais alocados nesse modelo também são mais produtivos, isso porque a autonomia e a fácil comunicação entre os envolvidos permitem que as tarefas sejam realizadas em menos tempos. É comum que as pessoas que fazem parte de uma SQUAD também sejam mais engajadas, pois nessa metodologia as responsabilidades dos membros são muito claras e bem definidas. Desse modo, as pessoas conseguem enxergar os resultados de seus esforços de maneira tangível e, consequentemente, o senso de pertencimento e motivação aumentam.

Body Shop de TI ou SQUAD: como saber qual é o modelo ideal para minha empresa?

Independente do modelo considerado, o primeiro passo para decidir que tipo de serviço contratar ou qual formato de trabalho sugerir para uma equipe, considere quais são as reais necessidades da sua equipe e da empresa. Esse será o ponto direcionador para que as melhores escolhas sejam feitas para o seu modelo de negócio.

Se as áreas da sua organização exigem um suporte de TI mais pontual, em um contexto de trabalho temporário, o body shop de TI é a melhor opção. Mas, se o nível de complexidade do trabalho de tecnologia for maior e for preciso envolver toda uma equipe de trabalho, empregar uma metodologia ágil como a SQUAD é a escolha certa.

Ambas as soluções apresentam alto valor agregado sobre os resultados gerados. Entretanto, cada método possui sua particularidade e cenário ideal de uso. Se por um lado, a SQUAD busca adiantar e acelerar trabalhos que ainda estão sendo idealizados, o body shop de TI acontece com a chegada de uma demanda que está pronta para ser executada ou solucionada.

Publicações relacionadas