fbpx

Central de Serviços Compartilhados: o que é e benefícios para a TI

central de serviços compartilhados

6 de junho de 2022

Em meio a digitalização dos processos a competição das empresas por mais espaço no mercado anda cada vez mais acalorada. Nessa disputa, ao mesmo tempo em que a busca pela inovação pode representar um grande diferencial para o negócio, as organizações também são pressionadas a fazer mais com menos para diminuição dos custos. Nesse sentido, a Central de Serviços Compartilhados (CSC) se torna uma importante alternativa.

Existe quem considere o CSC um recurso essencial para as condições de uma empresa atualmente, já que a economia e rapidez dos procedimentos, sem perder a qualidade da entrega, se tornou uma necessidade para muitas companhias.

É com esse propósito que o Centro de Serviço Compartilhado pode impactar positivamente as estruturas e os processos de uma empresa. A busca por novos métodos que viabilizem um cenário de processos de escala e excelência pode trazer grandes diferenciais por meio de CSC, principalmente no setor de tecnologia.

Neste artigo, entenda o que é Central de Serviços Compartilhados e quais são seus benefícios para a operação de TI.

O que é o CSC?

O CSC, sigla para Central de Serviços Compartilhados, vem de do termo Shared Service Center. Ela diz respeito ao processo de centralização das estruturas de um negócio e, historicamente, é um conceito empregado desde a década de 70 nos Estados Unidos. Desde a época, seu principal objetivo era a eficiência e produtividade das operações.

No Brasil, as multinacionais foram as grandes percursoras do tema durante os anos 90 por causa da forte influência norte-americana exercida. A solução chegou para ajudar as empresas que precisavam organizar e centralizar diversas atividades de setores em um só lugar, pois as funções abrigadas pela Central de Serviços Compartilhados apoiam diversas áreas de uma companhia, do TI a logística, do RH ao estoque e assim por diante.

central de serviços compartilhados o que é

A CSC se tornou essencial para as atuais transformações tecnológicas. Diferente de outros, esse modelo de centralização é mais global, ou seja, as áreas ainda possuem autonomia para gerenciar suas atividades e processos, mas a Central de Serviços servirá como modelo de abrangência sobre a administração de todos os departamentos. Assim, esse ainda é um método de centralização operacional, mas que considera o todo e oferece soluções personalizadas conforme a exigência estratégica de cada unidade do negócio.

A Central de Serviços Compartilhados coloca o cliente no centro das atividades. Isso porque ela está focada em identificar as necessidades dos clientes para atender as demandas da maneira mais adequada possível, de acordo com o que a unidade de negócio precisa. O formato poderá direcionar a equipe, mensurar a capacidade técnica necessária e otimizar os recursos de forma estratégica para atender o público.

Benefícios da Central de Serviços Compartilhados

Agora que você já sabe o que é uma Central de Serviço Compartilhado e quais são seus objetivos práticos, é o momento de considerá-la diante de todas as vantagens e benefícios que ela pode trazer par ao seu departamento de TI.

Sabemos que a CSC melhora a gestão da empresa, agiliza os processos internos e traz resultados positivos para toda a operação. Nesse sentido, entenda com o que mais esse método pode contribuir para sua organização.

1. Gerenciamento de demandas

Um dos principais benefícios da Central de Serviços Compartilhados é a administração das tarefas e demandas. Com uma gestão por CSC é possível ditar e acompanhar os fluxos e o andamento do trabalho de todas as áreas, inclusive a interação com os clientes finais do seu produto ou serviço.

Como uma visão 360º do ritmo da operação, a empresa consegue identificar pontos de melhoria e otimização do trabalho dos profissionais de TI. O excesso ou a redução das atividades, por exemplo, pode ser adequado para que as equipes cumpram suas entregas da melhor maneira possível.

2. Redução de custos

A redução de custos pode ser um benefício financeiro e estratégia da Central de Serviços Compartilhados. Ao otimizar e acelerar os processos você evita etapas redundantes ou desnecessárias na execução das atividades, alocando a inteligência e energia dos recursos humanos e tecnológicos onde de fato eles precisam estar. Consequentemente, o desperdício financeiro não será uma preocupação e os resultados sempre estarão potencializados.

3. Aumento da produtividade

Procedimentos padronizados e bem estabelecidos contribuem para o ganho de produtividade. Isso porque áreas com equipes organizadas e um escopo bem fundamentado sabem exatamente o que fazer e como fazer para gerar os melhores resultados possíveis. Esse nível de orientação se torna escalável e replicável na estrutura da organização e, nesse cenário, a empresa diminuirá falhas e aumentará sua velocidade, entregando soluções estratégicas e de valor.

4. Integração das áreas

Empresas setorizadas costumam lidar com problemas de comunicação constantemente. Esse tipo de falha pode desencadear uma série de erros que poderiam ser evitados com a maior integração entre as áreas. Uma Central de Serviços Compartilhados é um fator gerenciador em comum entre os setores e, por isso, traz benefícios diretos para a comunicação interna da empresa no que diz respeito aos processos e fluxos de trabalho. Os resultados da adoção de uma CSC são perceptíveis a médio e longo prazo. Para sua implementação é necessário planejamento e avaliação prévia, entender se de fato é o modelo de otimização e centralização de processos que o seu negócio precisa. Parceiros especializados e terceiros, como a FindUP, estão prontos para auxiliar você e a sua empresa a ser ainda mais ágeis.

Publicações relacionadas