fbpx

A tecnologia desempenha um papel de extrema importância na vida das pessoas, trazendo mudanças não apenas para seu lazer e entretenimento, mas impactando a forma como estudam, trabalham e se relacionam. Num cenário pandêmico, em que as soluções tecnológicas conduzidas pela transformação digital, foram mais necessárias do que nunca, foi fundamental que os meios de interação físicos fossem repensados, e muitos deles puderam migrar para uma realidade digital graças aos avanços que esses recursos trouxeram.  

Até mesmo antes deste contexto, tornou-se natural que as empresas passassem por mudanças estruturais para acompanhar os progressos tecnológicos. A era digital continua promovendo grandes mudanças nas organizações, e hoje, os negócios que acompanham essa transformação conseguem aproveitar o leque de possibilidades que as novas ferramentas proporcionam.  

Com tantas revoluções, as empresas precisam de uma infraestrutura de TI preparada para dar o suporte necessário em todas as situações. A mobilidade corporativa começou a exigir um apoio que vai além do controle de acessos e processos otimizados. Assuntos como a maior segurança de dados, internet das coisas, outsourcing de TI, Big Data e  field service, são realidades que passaram a integrar o dia a dia das organizações que desejam aproveitar as vantagens que a nova era digital trouxe, e isso implica promover uma infraestrutura de TI adaptada a todas as novas circunstâncias.  

Em alguns momentos, ainda existe pouco vislumbre de como a transformação digital pode impactar as metas de negócio de uma empresa. Ainda assim, ela reflete de muitas maneiras sobre todos os departamentos, processos e, principalmente, no que diz respeito ao setor de TI. Pensando nisso, você pode verificar nessa leitura algumas etapas de como adaptar a infraestrutura de TI diante das recorrentes mudanças digitais que vivemos  

O que é infraestrutura de TI? 

A infraestrutura de TI é composta por todos os itens necessários para a execução de qualquer atividade do setor. Isso inclui mão de obra qualificada, softwarehardware, sistemas operacionais, rede e qualquer recurso ou ferramenta necessária para gerenciar toda a tecnologia de uma empresa, agindo para fornecer todas as soluções requeridas e essenciais. Um setor de Tecnologia da Informação com uma estrutura preparada e bem dimensionada pode gerar benefícios que incluem:  

  • evolução na qualidade dos serviços e produtos da organização;  
  • eficácia no atendimento;  
  • redução de custos;  
  • aumento da produtividade dos colaboradores;  
  • decisões mais rápidas e assertivas; 
  • autonomia, automação, otimização e muito mais.  

Empresas possuem especificidades e objetivos distintos, mas é incontestável que em todas elas um setor de TI com uma infraestrutura bem dimensionada poderá refletir em ganhos significativos e rentáveis para o negócio. Ainda, com todos os avanços, essa é uma área que precisa de alta capacidade de adaptação, sabendo absorver e implementar soluções que representem agilidade, inovação, melhoria e crescimento para indicadores da organização.  

Como a transformação digital pode impactar no setor de TI? 

A transformação digital empregou grandes responsabilidades no setor de TI. A efetividade que essas mudanças representam no ambiente empresarial depende quase que totalmente da área. Não é novidade que na era da transformação digital, a opção vital para um negócio é saber se transformar. Nesse sentido, para que a área de TI e suas tecnologias consigam manter a competitividade da companhia no mercado de maneira segura e sólida, é preciso garantia de que a reestruturação acompanhe todos os momentos de transição de inteligência que acontecem.  

Em 2012, em pesquisa feita pela Fundação Getúlio Vargas de São Paulo (FGV-SP), foi apresentado que o investimento em TI pelas empresas continua crescendo, representando 8,2% do faturamento líquido dessas companhias. Contudo, esta deve ser uma aplicação bem direcionada, alinhada a um setor que está em constantes mudanças junto a era digital. Afinal, não basta o investimento sem propósito, é preciso de uma infraestrutura de TI adequada ao passo das transformações tecnológicas.  

7 etapas de como adequar a infraestrutura de TI da sua empresa 

1. Analise as tecnologias de impacto para o seu negócio 

As mudanças digitais não concernem apenas ações ou processos que possuem algum tipo de tecnologia vinculada, elas impactam diretamente a estratégia de negócio da empresa. Por isso, é indicado que, quando realizada qualquer alteração estrutural do setor de TI, seja também feita uma análise que identifique os níveis de impacto nas metas de negócios. Desse modo, é possível entender se as táticas definidas ainda fazem sentido, se elas acarretarão falhas ou proporcionarão maiores oportunidades para que a companhia chegue até onde deseja.  

2. Pense nos movimentos culturais da empresa 

A cultura organizacional conduz a maneira como os colaboradores se comportam e trabalham. As pessoas são quem conduzem e utilizam as tecnologias implementadas para o sucesso do negócio. Nesse sentido, elas são as responsáveis pelo aproveitamento de diversos dos recursos digitais nos quais uma empresa pode investir.  

Não basta revolucionar sua infraestrutura de TI sem envolver o público para o qual ela pode servir. Por isso, busque compreender o quanto essas mudanças mobilizam culturalmente a sua empresa. Quando necessário, desenvolva planos que gerenciam da melhor forma as mudanças e que também estejam alinhados estrategicamente com a cultura da organização, minimizando o risco de frustração ou não adesão destas transições.  

3. Avalie ferramentas e processos 

As ferramentas digitais usadas podem atender diversos departamentos da organização. Quando aplicadas, elas dão suporte em como a maioria dos colaboradores entregará seus trabalhos diariamente. Nessa etapa, você pode considerar avaliar o atual cenário de uso dessas ferramentas de TI nos processos da organização. Essa simples ação pode dar visão de como otimizar melhor as operações, considerando o que funciona, o que deve e o que não deve ser modificado dentre os processos que utilizam uma tecnologia.  

4. Pense em processos de escalabilidade 

A função de ser rapidamente adaptável e replicável deve ser um fator pensado em todas as decisões de melhoria da infraestrutura de TI. Escalabilidade gera economia em muitos sentidos — financeira, de tempo, humana e outras — e a capacidade de crescimento é intrínseca a processos que visam rapidez e qualidade. A exemplo disso, podemos mencionar os espaços de armazenamento e processamento, em que é sempre necessário planejamento a longo prazo, prevendo o crescimento da retenção de dados. 

5. Invista na segurança de dados 

Na era digital, com o crescente volume de informações geradas, se fez necessário investir na ampliação da proteção de dados. Hoje, o conhecimento que os clientes, fornecedores e até mesmo colaboradores geram para as empresas, tornou-se um ativo valioso. Medidas protetivas em torno disso mitigam e previnem que qualquer pessoa ou sistema não autorizado acesse informações privativas da organização. A todo tempo, a infraestrutura de TI precisa evoluir com soluções para assegurar a proteção de dados,  agindo com proatividade em sua governança, monitorando acessos, compartilhamentos e procurando por vulnerabilidades.  

6. Conte com talentos e profissionais capacitados 

A busca por profissionais qualificados de TI atinge alguns graus de exigência. No setor de Tecnologia da Informação, dificuldades técnicas podem representar uma fração dos problemas de sucesso ou evolução da infraestrutura de TI — que também é composta por pessoas. Nesse  quesito, é importante considerar a frequente qualificação e treinamento do time, a fim de desenvolver as habilidades que terão papel crucial na transformação digital da empresa.  

7. Opte por serviços de field service outsourcing de TI 

Já ficou claro que adaptar uma infraestrutura de TI exige uma equipe especializada. Por este motivo, e até mesmo com o objetivo de diminuir os custos, organizações de todos os segmentos têm optado por serviços de terceirização de TI. O termo outsourcing de TI surgiu no contexto em que muitas empresas contratam fornecedores externos para gerenciar e controlar os sistemas de tecnologia da informação.  

Além deste, o Field Service é outro serviço que veio para revolucionar o mercado de TI. Essa é uma prática baseada na economia compartilhada, em que organizações podem solicitar um profissional técnico de TI que chega em apenas algumas horas para resolver qualquer questão. Empresas como a FindUP, por exemplo, oferecem uma gama de profissionais capacitados através de uma plataforma de fácil acesso em diversas cidades do território brasileiro. 

Essas funções representam melhor custo-benefício para companhias que não conseguem ou não têm a estratégia de manter uma equipe de TI interna. A vantagem desta escolha é dispor de uma empresa que monitore e dê suporte preventivo em qualquer situação, tudo isso paralelo a todos os processos que acontecem na organização.  

Neste artigo você acompanhou algumas dicas sobre pontos que deve ponderar e focar no momento de repensar uma infraestrutura de TI. Considerando etapas que façam sentido para os processos e avanços que a sua empresa precisa desempenhar, é possível constituir uma equipe totalmente adaptável a nova era digital, em constante evolução o tempo inteiro. Assim, o seu negócio poderá fazer parte deste cenário de transformações forma ágil e natural.